Trabalhadores/as dos CRAS e CREAS são incluídos no Plano de Imunização do Estado de Pernambuco

Trabalhadores/as dos CRAS e CREAS são incluídos no Plano de Imunização do Estado de Pernambuco


Vitória é fruto de grande mobilização do Coegemas Pernambuco

Trabalhadores/as dos CRAS e CREAS são incluídos no Plano de Imunização do

Estado de Pernambuco

Vitória é fruto de grande mobilização do Coegemas Pernambuco

 

28 de maio de 2021

Foi pactuada ontem (27), na Comissão Intergestores Bipartite da Saúde, de Pernambuco, a inclusão dosas Trabalhadores/as dos CRAS e CREAS da Assistência Social no Grupo Prioritário de vacinação contra a COVID-19.

A conquista é fruto de grande mobilização do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Pernambuco – COEGEMAS/PE, da articulação com Governo do Estado de Pernambuco, com o Conselho Estadual de Assistência Social - CEAS, o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente - CEDCA, o Fórum Nacional de Trabalhadoras e Trabalhadores do SUAS - FETSUAS, além do apoio e incidência política dos deputados Danilo Cabral e Isaltino Nascimento.

Segundo a presidenta do Coegemas PE, Ana Rita Suassuna, a decisão registra o pioneirismo de Pernambuco para garantir a imunização dos/as trabalhadores/as da Assistência Social, mas alertou sobre a necessidade de ampliar a imunização para alcançar trabalhadores/as dos demais equipamentos que compõem a rede socioassistencial.

“O esforço coletivo garantiu a parte dos trabalhadores do SUAS uma grande vitória na luta contra COVID-19, já que a Assistência Social não parou nenhum momento de trabalhar. É necessário ainda ampliar esse ganho com a inserção dos demais trabalhadores do SUAS, como os que compõe o Centro POP.”, afirmou Suassuna.

A linha de frente da assistência social é a execução dos serviços socioassistenciais, com as devidas adaptações, o que exige o contato com pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social, por meio do atendimento aos indivíduos e famílias, no âmbito das Unidades da Rede Socioassistencial, municipais, regionais ou estaduais: CRAS; CREAS, Centros de Atendimento à População em Situação de Rua; Centros Dia; Residências Inclusivas; e Unidades de Acolhimento de crianças, adolescentes, jovens, adultos, pessoas idosas, migrantes, pessoas em situação de rua, mulheres em situação de violência; postos de Cadastro Único, dentre outros, estando a todo tempo expostas/os e vulneráveis à contaminação pelo SARS-CoV 2 e suas variações.

Os/as Conselheiros/as Tutelares também foram integrados à lista de priorização. O anúncio oficial contou, além da participação da presidenta do Coegemas PE, com as presenças do secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes; do presidente do CEAS/PE, Joelson Rodrigues; da representante do FETSUAS, Larissa Farias; do representante dos Conselheiros Tutelares, André Torres; e autoridades como os deputados Danilo Cabral e Isaltino Nascimento, o último tendo participado de forma remota.

O deputado Danilo Cabral, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do SUAS, falou sobre a alegria do momento. “Satisfação de estar aqui participando desta atividade, porque eu acho que ela traz alguns símbolos importantes para a nossa luta. Este avanço é decorrente, também, da unidade de esforços de todos que compõem a assistência social.” declarou.

Na avaliação do presidente do Congemas, Elias Oliveira, “o Governo de Pernambuco dá um passo importante no reconhecimento da luta dos/as trabalhadores/as do SUAS ao incluir os equipamentos da Assistência Social e seus/suas trabalhadores/as como grupo prioritário para a imunização. Uma conquista importante do Coegemas Pernambuco”. reconhece.

Com a inclusão em Pernambuco, a decisão constrói a pavimentação inicial de um caminho para que outros estados possam fazer o mesmo reconhecimento e garantir o processo de imunização dos/as trabalhadores/as do SUAS, extremamente essenciais pela natureza da sua atividade, tão necessária agora e no pós-pandemia de Covid-19.

No dia 4 de março o Congemas publicou o MANIFESTO DO CONGEMAS PELA IMEDIATA IMUNIZAÇÃO DAS/OS TRABALHADORAS/ES DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, e chamou atenção para o fato da pandemia não ter acabado e do quanto tem desafiado as gestões municipais e as/os trabalhadoras/es do SUAS que estão na linha de frente, nos serviços essenciais, para a proteção das vidas e garantia das seguranças, especialmente, de renda, de sobrevivência e de acolhida.

Em todo o Brasil, segundo dados do Censo SUAS de 2019, temos 304.020 trabalhadoras/es atuando no SUAS, sendo que 109.246 estão presentes nos Centros de Referência de Assistência Social - CRAS; 24.284 nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social – CREAS; 3.600 em Centros de Atendimento da População em Situação de Rua – Centro Pop; 1.666 em Centros Dia; 31.106 em Acolhimentos Governamentais e 68.340 de Acolhimentos de organizações não governamentais, mas vinculadas ao SUAS.

LEIA MANIFESTAÇÃO DO CONGEMAS

 

 

Por Danielle Cantanhede

Com informações do Coegemas Pernambuco.